Quem nunca se deixou encantar com as canções de Milton Nascimento? Entre os muitos ouvidos fisgados pela sonoridade do Bituca, estão os da intérprete e instrumentista Katia Rocha, que depois de oito anos, volta aos palcos para cantar seu novo EP intitulado “Katia Rocha - Canções de Milton Nascimento”. O EP é o sexto projeto de sua carreira musical e traz canções como "Lua girou”, “Milagre dos Peixes”, “Caxangá” e “Viola Violar”, músicas que a capixaba canta ao lado de consagrados instrumentistas.
A “Casa Juvenal” nasce como um ensaio de uma “Casa Museu” em movimento, aberta (sempre que possível) para o público, vizinhos, admiradores e turistas interessados em conhecer a história de Juvenal através de sua obra artística, seja pela poesia ou pela escultura em entalhe de madeira. Juvenal é poeta e artista da cultura popular radicado em Muqui e mora nesta residência com a família desde 1976. É o seu refúgio, lugar de morada onde ele guarda algumas das preciosas peças do seu acervo.
O projeto “Escola de Compositores” realiza parcerias com escolas do interior do estado do Espírito Santo interessadas em abraçar o projeto, que consiste em oficinas de composição e musicalização e resulta num CD com músicas gravadas, cantadas, tocadas e compostas por jovens e adolescentes das escolas públicas de ensino fundamental e/ou médio.
Oficinas de instrumentos e outras atrações musicais são algumas das atividades previstas na programação do primeiro Rota Instrumental, o Festival de Música Instrumental da Rota Imperial do Espírito Santo que liga Vitória à Ouro Preto, em Minas Gerais. As oficinas luthieria de criação ukulele e violas foram realizadas nas cidades de Viana e Domingos Martins em novembro de 2016 pelo artista Fernando Secomandi (ES). Já as atrações musicais, aconteceram em dezembro com lançamento oficial do projeto.
Utilizando elementos sonoros e outros efeitos da musicalidade a partir da utilização de objetos naturais e musicais locais como a viola e a sanfona, o projeto “Composição de Lendas Ribeirinhas De Baixo Guandu (ES)” é uma ação de resgate e contação de histórias em comunidades ribeirinhas do Rio Doce. A proposta FOI resultar a criação de um CD com composições musicais a partir fábulas narradas pelos próprios moradores locais, estimulando a criação de conteúdo, o resgate e a manutenção da memória local.
O Multipliqui (com i mesmo, de Muqui, de interior, integração, de invenção e interação) é um projeto de integração cultural que foi realizado pela primeira vez em 2013, fruto da união de inúmeros coletivos jovens de Muqui, no Espírito Santo, propondo ações de intercâmbio cultural e de linguagens, aproximando a multiplicidade das realizações da juventude com o turismo cultural e a economia criativa, incentivando a criação de conteúdo e projeção de materiais criativos, produzidos por jovens, em parceria com o poder público, instituições culturais e sociedade civil.
“Espírito São: Espírito Sons” é um projeto sociocultural de valorização de territórios espirituais do Espírito Santo. O projeto é um subproduto da plataforma "Espírito São" e contempla visitas de imersão comunitária nestas regiões, privilegiando a vivência cultural nos territórios descortinados e propondo a criação de um banco de sons (gravações
orgânicas em áudio) dos aspectos que circundam a comunidade: grupos culturais e situações naturais reveladas com poesia. 
"Trilha nos Trilhos" é um projeto de memória que compreende o registro de canções de grupos da cultura popular dos territórios que margeiam os trilhos de trem do Espírito Santo. A proposta original contemplava a possibilidade de que estes sons fossem reproduzidos dentro dos vagões. Em 2015, o projeto foi realizado em uma edição piloto com gravações de canções de grupos populares do Espírito Santo finalizado em CD.
O projeto "Arte Entre Morros" foi uma ação de intervenção urbana de recuperação de uma antiga lavanderia de um bairro popular de Muqui (ES), compreendendo, ainda, oficinas de arte em stêncil ministradas pelo artista Wilson Ferreira, além de outras atividades que relacionavam memória e pertencimento.
Inspirado no trabalho homônimo da artista, o projeto "Íntima Idade" foi uma oficina de memória e fotografia coordenada por Débora Benaim. A proposta era causar o encontro de jovens de orfanato com idosos de um asilo, aproximando as gerações de forma íntima e resultando em uma exposição fotográfica. O projeto foi realizado em 2016.
“Espírito São” é um projeto multiplataforma de pesquisa e produção de conteúdo multimídia mantido por uma rede de colaborativa que busca mostrar e traduzir de maneira poética a relação de fé e histórias de pessoas com os santos no campo devocional. O objetivo é desenvolver ações e produtos que envolvam este território e suas áreas afins a partir do viés educacional e cultural principalmente no contexto das culturas populares do Espírito Santo. O projeto surgiu em 2014 como um catálogo fotos e textos literários e, a partir de sua materialização, se desdobrou em uma exposição fotográfica e um documentário. 

from Caju Produções 2020

Rua Aleixo Neto, 636, fundos, Praia do Canto

- Vitória - ES CEP: 29.055-260